Pular para o conteúdo principal

Vendas Sazonais (AP-InCo)


"Vem chegando o Verão"... Assim como outras épocas do ano, no Verão há produtos e serviços que vendem mais que em outras épocas do ano. Para entender melhor o processo, tomemos o exemplo de uma Delicatessen Regional, especializada em Caldos e Sopas. É natural que os negócios vão muito bem durante o inverno e que se obtenham lucros formidáveis ao longo da estação – a sazonalidade é positiva, nesse caso, mas quando chega o Verão...

Se os gestores não se prepararem para a longa “barrigada” nas vendas durante a primavera e o verão, poderão enfrentar sérios problemas na administração – aí, temos a sazonalidade negativa.

No caso dos caldos e Sopas, a sazonalidade é influenciada por fatores climáticos. Além disso, os picos e quedas nas vendas podem ser motivados por datas comemorativas (Natal, Dia das Mães), grandes eventos (Copa e Olimpíadas) e crises econômicas.

Para ajudar empreendedores que vendem produtos e serviços sazonais, relacionamos 4 Dicas para vender mais na hora certa.

1. Revendo o passado
Entenda a sazonalidade do seu produto ou serviço e saiba como direcionar seus recursos para aproveitar os picos de venda.

2. Planeje o crescimento
Veja como o fluxo de caixa, o gerenciamento de estoque e um plano de marketing podem alavancar sua empresa.

3. Coloque todo mundo na mesma página
Saiba quais processos sua empresa pode estabelecer para manter toda equipe alinhada e quais os maiores erros dos empreendedores nessa etapa.

4. O pós-venda e o recomeço do ciclo
Descubra como manter e explorar os novos clientes que entraram em contato com a empresa nesse período e se prepare para o próximo pico de vendas.

Se você gostou dessas Dicas, leia muitas outras no livro "100 Dicas & 001 Conselho". Para adquiri-lo, FALE CONOSCO!!! 



Vital Sousa
integrum Consultoria

Os Mais Lidos Da Semana!

A Estratégia dos Quatro Fatores

Todo ano é a mesma estória: o ano só começa depois do Carnaval. Assim, aceita-se o pressuposto de que depois das folias de Momo tudo será exequível. Pelo menos não se desistirá antes de tentar cada alternativa. O Sucesso virá mesmo com muitos riscos e metas “impossíveis”; haverá algumas inovações e muitos, muitos improvisos. Será mais um ano daqueles que quanto pior ficar, melhor será. Ou será o contrário? Toda essa conversa de dificuldades e crises serve para lembrar um lugar comum: a palavra “crise” é composta por dois ideogramas (letras) que significam perigo e oportunidade. Então, vamos ser criativos, tirar o “s” da crise, mergulhar no escuro e transformar nossa coragem, criatividade e determinação em estratégias inovadoras para vencer a crise... Crise, que crise?

A "marolinha" de 2008, finalmente, transformou-se numa tsunami. Todos os indicativos apontam que estamos, realmente, em crise. No Varejo, está o front da grande batalha pela manutenção do poder aquisitivo dos co…

Eu, Político! (AP-II)

O homem é um animal político por natureza (Aristóteles); penso: eu sou um espécime desta "raça"; penso, logo existo (Descartes)... Como ser "pensante", não dá para escapar da constatação... HOLY SHIT eu sou um Ser Político!!! Simplificando a "shit" toda eu sou um político. Político, principalmente quando busco a convivência pacífica com meus semelhantes para atingir o meu objetivo de felicidade - voltando o pensamento para as "nóias" do Ari (stóteles). 
Outra constatação de que não consigo escapar é que a "pólis", mesmo que eu não necessite ou queira, hoje, está no mundo virtual, que tem as redes sociais como o underground do pensamento crítico filosófico, onde todas as Marias seguem na mesma direção. Além de Político me considero um Social Democrata, assim utilizando a segunda parte da minha ideologia política pratico o pressuposto de que posso não concordar com uma ideia, mas defenderei até a morte o direto da mesma ser expressa (Volt…

Guia Melhores Práticas - Supermercados - Borbão Supermercado

Para começo de conversa, tenho a grata satisfação de dizer que o Ponto de Vendas, que provocou a situação que originou este texto, está localizado em uma Cidade do meu Estado Natal – na Cidade Natal seria querer demais, abusar da sorte. A Cidade chama-se Timbaúba, Zona da Mata Norte de Pernambuco, distante 100 km de Recife, com acesso pela BR 408. O Ponto de Vendas chama-se "BorbãoSupermercado". De propriedade do Varejista Alexandre, uma ‘cabeça’, difícil de ser encontrada, no segmento de Varejo Alimentar de Pequeno / Médio porte – o chamado Varejo de Vizinhança.
Identificada a Cidade e o Ponto de Vendas, identifiquemos a situação:
Visitando pontos de venda da Cidade para posicionar-me com relação a uma parceria com o CDL local, me deparo com um estacionamento muito bem organizado – que, inicialmente, identifico ser de um banco – observando mais atentamente vejo um funcionário recolhendo carrinhos de compras e recolhendo papéis jogados no chão (Detalhe 001). Identifico a loja …